Página Inicial Institucional Cursos Exames Blog Links Contato
 
 
Aliança Francesa Caxias do Sul
 
     

Blog

   
  » ARQUIVO
  » 2017
  » 2016
  » 2015
  » 2014
  » 2013
  » 2012
  » 2011
  » 2010
  » 2009
   
  » MARCADORES
  » AF
  » Animação
  » Anniversaire
  » Arquitetura
  » Artes
  » Automobilismo
  » Beleza
  » Biografia
  » Capacitação
  » Carros
  » Ce que j'ai vu en France
  » Cesar Mateus
  » Ciência
  » Cinema
  » Claudete Travi
  » Confraternização
  » Culinária
  » Cultura
  » Curiosidades
  » Dança
  » Design
  » Dicas
  » Entrevista
  » Escultura
  » Esportes
  » Evento
  » Fenêtres Ouvertes
  » Fotos
  » Frisson em Paris
  » Frisson em Paris 2012
  » História
  » HQ
  » Ilustrações
  » Imprensa
  » Intercâmbio
  » La première fois que j’ai vu...
  » Literatura
  » Marília Galvão
  » Meio ambiente
  » Moda
  » Música
  » Pintores
  » Plume d'Or
  » Polêmica
  » Política
  » Promoções
  » Publicidade
  » Resenha
  » Revista
  » Solidariedade
  » Teatro
  » Trabalhos de aula
  » Turismo
  » TV
  » Viagem
  » Vídeo
  » Visitas
 
 
Sexta-Feira, 28 de março de 2014

A Riviera Não É Aqui - por Cesar Mateus

 
Nosso colunista Cesar Mateus está de volta, dessa vez falando sobre o filme A Riviera Não É Aqui (2010), de Dany Boon. O filme conta a história de Philippe, que dirige uma agência de correios e, para agradar sua mulher, tenta se transferir para a Côte D'Azur, mas acaba indo parar no norte da França. O longa foi indicado ao César de melhor roteiro original e ao Goya de melhor filme europeu.

A Riviera não é aqui



Este espaço deveria salutar a língua e a cultura francesa nas suas mais variadas formas e conteúdos, além de mostrar a sua importância vital para o desenvolvimento de um mundo harmonioso e tolerante. Pois é, deveria. Contando com represálias da alta cúpula de diretores da AF Caxias, além dos editores desse blog, vou contar a verdade (se encontrarem meu corpo boiando no Tega, vocês já vão ter alguns suspeitos). Bienvenue chez les Ch’tis fará qualquer um correr das aulas de francês como le diable corre da cruz, pois eu descobri (depois de muito tempo, é verdade, mas todos sabem que o meu raciocínio não é dos mais rápidos) que o francês não é de Jesus.

A história é a seguinte: Philippe Abrams (Kad Merad, o pai do petit Nicolas) é transferido para o norte depois de uma tentativa frustrada de mutreta que deixaria nós brasileiros e o nosso jeitinho cheios de orgulho. E aí que começo o drama. Para quem sonhava em morar na Côte d’Azur (oui, je l’adore) o frio e o mau tempo podem impressionar, mas para os alunos da AF o horror está naquele dialeto sem vergonha que dá o nome à película. O horror, diria Marlon Brando, o horror.

O filme, é claro, está recheado de situações pitorescas geradas por esse choque de cultura que incluem comida, aperitivos e sinos tocando à exaustão. Danny Boon está, como sempre, muito engraçado e, apesar de ser do norte, muito humano com seu coração partido e ébrio. Tudo muito bom, mas se alguém desistir das aulas a culpa não é minha, é dos Ch’tis.

Cesar Mateus

 
Marcadores: Artes, Cesar Mateus, Cinema, Cultura, Vídeo
Comentários (0)
 
Comentários
 
Nenhum comentário até o momento!
Seja o primeiro a comentar.
 
Envie seu comentário
Nome:  
E-mail: Este campo não aparecerá na postagem.
Comentário:  
Código de segurança:
Preencha o campo ao lado
   
     
     
 

Parceiros

                   
 
 
  Aliança Francesa Caxias do Sul  
Facebook Twitter  
Rua Coronel Flores, 749, sala 202 - 54 3221.5212
 
 
  Desenvolvimento: WCM3 Agência Web Digital Feeling Estúdio de Criação