Página Inicial Institucional Cursos Exames Blog Links Contato
 
 
Aliança Francesa Caxias do Sul
 
     

Blog

   
  » ARQUIVO
  » Abril
  » Fevereiro
  » 2016
  » 2015
  » 2014
  » 2013
  » 2012
  » 2011
  » 2010
  » 2009
   
  » MARCADORES
  » AF
  » Animação
  » Anniversaire
  » Arquitetura
  » Artes
  » Automobilismo
  » Beleza
  » Biografia
  » Capacitação
  » Carros
  » Ce que j'ai vu en France
  » Cesar Mateus
  » Ciência
  » Cinema
  » Claudete Travi
  » Confraternização
  » Culinária
  » Cultura
  » Curiosidades
  » Dança
  » Design
  » Dicas
  » Entrevista
  » Escultura
  » Esportes
  » Evento
  » Fenêtres Ouvertes
  » Fotos
  » Frisson em Paris
  » Frisson em Paris 2012
  » História
  » HQ
  » Ilustrações
  » Imprensa
  » Intercâmbio
  » La première fois que j’ai vu...
  » Literatura
  » Marília Galvão
  » Meio ambiente
  » Moda
  » Música
  » Pintores
  » Plume d'Or
  » Polêmica
  » Política
  » Promoções
  » Publicidade
  » Resenha
  » Revista
  » Solidariedade
  » Teatro
  » Trabalhos de aula
  » Turismo
  » TV
  » Viagem
  » Vídeo
  » Visitas
 
 
Quarta-Feira, 13 de maio de 2015

Simone de Beauvoir - Uma Mulher Atual

 
"Simone de Beauvoir, Uma Mulher Atual", é um documentário de Dominique Gross que retrata a trajetória e vida da escritora Simone de Beauvoir, uma das pensadoras mais importantes do século XX.

Nascida em Paris, em 1908, Simone de Beauvoir foi uma famosa feminista, escritora e filósofa existencialista. Foi também companheira de outro grande nome do pensamento contemporâneo, o filósofo Jean-Paul Sartre.

O filme mostra os principais momentos da vida de Simone, focando no período do pós-guerra, sua ida aos Estados Unidos, da sua autobiografia escrita em vários volumes e da publicação do livro mais conhecido, “O Segundo Sexo”.

O Segundo Sexo foi um dos marcos iniciais do movimento feminista, defendendo a liberdade da mulher. Simone dizia que uma mulher oprimida e em casa também oprime seu marido que ao invés de estar engajado irá ficar em casa e ver televisão, alegando desta forma que era de interesses políticos a manutenção da opressão. Sua famosa frase "Não se nasce mulher, torna-se mulher" irá estendê-la aos homens também, dizendo com isto que não é um destino biológico, mas social e cultural e que é possível romper e construir sua própria vida.

Seu pior momento foi a morte de Sartre. Foi internada e muitos acreditaram que ela não sobreviveria, mas ela conseguiu e retomou a vida. A vida que quando jovem ela pensava que a tinha toda para viver, para descobrir na velhice que ela não é algo que temos, mas algo que passa. Quando ela se viu diante deste momento optou por apreender tudo sobre isso e assim escreveu sobre a velhice também.

Simone publicou 21 livros ao longo de sua vida, entre romances, ensaios e biografias. A escritora morreu em 14 de abril de 1986, tendo realizado seus dois sonhos de infância: o de se tornar escritora e o de ser uma mulher independente.

https://youtu.be/CYW7JaxsP78

         

         

         

 
Marcadores: AF, Biografia, Cinema, Cultura, Literatura
Comentários (0)
 
Quarta-Feira, 04 de março de 2015

Louis XIV

 
Para quem curte aprender um pouco de história enquanto se diverte com uma boa série, a novidade não podia ser melhor. Com um orçamento de 27 milhões de euros, terminou de ser filmada no palácio do Rei do Sol a série de TV “Versailles”, que conta a história de Louis XIV e toda a evolução do seu caráter até se tornar o Rei Sol.

Em uma parceria entre França e Canadá, a série conta com o protagonismo de George Blagden no papel do monarca e foi dirigida por Jalil Laspert, também diretor da cinebiografia de Yves Saint Laurent.

A série se divide em 10 episódios de 52 minutos cada e irá ao ar na França e em diversos outros países até o final do ano.
         

         

         

 
Marcadores: AF, Artes, Biografia, Cinema, Cultura, Dicas, História
Comentários (0)
 
Quarta-Feira, 26 de novembro de 2014

Mostra Tati

 
Isso não é uma campanha para alguma Tatiana ou Tatiane mostrar alguma coisa. Tati na verdade é Jacques Tati, um cineasta francês que marcou época como um dos comediantes mais originais do cinema.

Para conhecer um pouco melhor esse ícone do cinema, o SESC pernambucano em parceria com a Aliança Francesa local promove, até o dia 28, uma mostra composta pela exibição de filmes e rodas de debates.

Jacques Tati teve uma carreira inusitada, começando pelo esporte em que se tornou um dos principais jogadores de rugby da França. O cinema veio através de sua tentativa de fama como mímico, inicialmente frustrada, mas sua veia para o humor acabou chamando a atenção.

Sua carreira nas telas começou em 1932, como ator e roteirista em uma série de curta-metragens. Já entre 1945 e 1946 fez dois filmes de Claude Autant-Lara, consagrado diretor.

Sua consagração no cinema mesmo veio em 1947, em que seu roteiro por Jour de Fête lhe rendeu o prêmio de melhor roteiro no Festival de Veneza, e o Grande Prêmio do Cinema Francês, em 1950.

Depois de uma trajetória com altos e baixos, Tati viu seu império ruir com a superprodução Playtime, em 1967, que se mostrou um fracasso histórico. Faleceu em 1982 vítima de embolia pulmonar sem conseguir recuperar sua fama.
         

         

 
Marcadores: AF, Biografia, Cinema, Cultura, Curiosidades, Dicas, Evento
Comentários (0)
 
Quarta-Feira, 15 de outubro de 2014

Fazendo as contas

 
Fazendo as contas, o resultado é mais um Nobel pra França. Mal publicamos a vitória da França no Nobel de literatura e mais um nome francês entrou pra história. Dessa vez o economista e professor da Universidade de Toulose, Jean Tirole, de 61 anos, faturou o prêmio, claro, em sua área, economia.

Tirole já vinha flertando com o Nobel há alguns anos, mas apesar disso se disse surpreso com a vitória; "Você não é um juiz muito bom dos próprios trabalhos, então não é algo que eu esperava", afirmou o vencedor.

A vitória veio em seu trabalho de análise do poder e regulação do mercado, mas já vinha se destacando no mundo científico desde a década de 1980 com suas pesquisas sobre falhas de mercado. Segundo o portal de notícias G1 "Suas análises sobre empresas com poder de mercado resultaram em uma teoria unificada com uma forte influência sobre questões políticas centrais: como o governo deveria lidar com fusões e cartéis e como deveria regular os monopólios."

Jean Tirole é o terceiro francês a ser premiado com o Nobel de Economia, e o primeiro em nosso século.
         

 
Marcadores: AF, Biografia, Ciência, Cultura, Curiosidades
Comentários (0)
 
Página 1 2 »
     
     
 

Parceiros

                   
 
 
  Aliança Francesa Caxias do Sul  
Facebook Twitter  
Rua Coronel Flores, 749, sala 202 - 54 3221.5212
 
 
  Desenvolvimento: WCM3 Agência Web Digital Feeling Estúdio de Criação