Página Inicial Institucional Cursos Exames Blog Links Contato
 
 
Aliança Francesa Caxias do Sul
 
     

Blog

   
  » ARQUIVO
  » Abril
  » Fevereiro
  » 2016
  » 2015
  » 2014
  » 2013
  » 2012
  » 2011
  » 2010
  » 2009
   
  » MARCADORES
  » AF
  » Animação
  » Anniversaire
  » Arquitetura
  » Artes
  » Automobilismo
  » Beleza
  » Biografia
  » Capacitação
  » Carros
  » Ce que j'ai vu en France
  » Cesar Mateus
  » Ciência
  » Cinema
  » Claudete Travi
  » Confraternização
  » Culinária
  » Cultura
  » Curiosidades
  » Dança
  » Design
  » Dicas
  » Entrevista
  » Escultura
  » Esportes
  » Evento
  » Fenêtres Ouvertes
  » Fotos
  » Frisson em Paris
  » Frisson em Paris 2012
  » História
  » HQ
  » Ilustrações
  » Imprensa
  » Intercâmbio
  » La première fois que j’ai vu...
  » Literatura
  » Marília Galvão
  » Meio ambiente
  » Moda
  » Música
  » Pintores
  » Plume d'Or
  » Polêmica
  » Política
  » Promoções
  » Publicidade
  » Resenha
  » Revista
  » Solidariedade
  » Teatro
  » Trabalhos de aula
  » Turismo
  » TV
  » Viagem
  » Vídeo
  » Visitas
 
 
Sexta-Feira, 07 de abril de 2017

7º Concurso Internacional de Fotos da Fondation Alliance Française

 
A Fondation Alliance Française lançou a 7ª edição do concurso internacional de fotografia.

O tema proposto para este ano é “A moda e os códigos de vestimenta”.

O objetivo é mostrar a abrangência e a riqueza do patrimônio e, sobretudo, da criatividade
contemporânea e das inovações dos quatro cantos da Terra. Como nas seis edições anteriores, a intenção é revelar a diversidade do mundo.

O concurso está aberto a qualquer pessoa maior de idade e a participação é gratuita.

Prazo de inscrição até 30 de junho de 2017 

O júri parisiense, composto por nomes como Yann Arthus-Bertrand, Agnès b., Agnes Gregory, Françoise Huguier, Quentin Bajac, Francis Kohn, Anne Henning, Marie-Ange Moulonguet e Jean-Yves Langlais, entre outros, ficará atento tanto à qualidade fotográfica quanto à originalidade da obra.

O vencedor escolhido ganhará uma viagem para Paris com estadia de uma semana na Cité Internationale des Arts  e per diem de € 40/dia.

Para participar, leia atentamente o regulamento abaixo, preencha a ficha de inscrição e envie o seu material para af@afcaxias.com.br


REGULAMENTO DO “A MODA E OS CÓDIGOS DE VESTIMENTA”

ARTIGO 1º: SOCIEDADE ORGANIZADORA
A Fondation Alliance Française, fundação reconhecida de utilidade pública inscrita no cadastro SIREN sob o número de identificação SIRET 50011078800014 com sede social no 101, Boulevard Raspail, 75006, Paris, organiza de 27 DE FEVEREIRO DE 2017 A 3 DE JULHO DE 2017 um concurso internacional de fotografia, gratuito e sem obrigação de compra intitulado: “A MODA E OS CÓDIGOS DE VESTIMENTA”.

O presente regulamento define as regras aplicáveis para este concurso.

ARTIGO 2º: CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO

A participação no concurso é gratuita e sem obrigação de compra.

Para a 7ª edição do concurso internacional de fotos da Alliance Française, a Fondation Alliance Française propõe o tema e título “A moda e os códigos de vestimenta”.

O alvo deste concurso é mostrar a abrangência e a riqueza do patrimônio e, sobretudo, da criatividade contemporânea e das inovações dos quatro cantos da Terra; em resumo, como nas seis edições anteriores, revelar a diversidade do mundo.

O júri parisiense ficará atento tanto à qualidade fotográfica quanto à originalidade da obra.

Este concurso está aberto a qualquer pessoa maior de idade conforme a legislação do seu país de origem.

A participação no concurso implica a aceitação sem reserva do presente regulamento na sua integralidade. O descumprimento dessas condições acarretará a nulidade da participação.

ARTIGO 3º: INSCRIÇÃO E REALIZAÇÃO DO CONCURSO

Toda Aliança Francesa que queira participar desse concurso devolverá o formulário de inscrição devidamente preenchido à Fondation Alliance Française, no seguinte endereço: concoursphoto@fondation-alliancefr.org

O concurso se desenrola em 3 etapas:

Local:

A 1ª etapa do concurso, que depende de cada Aliança Francesa, deverá acontecer entre 27 de fevereiro e 3 de julho de 2017. A Aliança Francesa participante compromete-se a fazer uma primeira seleção das fotografias e a constituir seu próprio júri para tal fim.

Cada Aliança Francesa encaminhará a seguir o nome do vencedor e as 2 (duas) obras selecionadas deste à Fondation Alliance Française.

Em seguida, as 2 (duas) fotografias serão estudadas por um júri em Paris.

O vencedor escolhido ganhará uma viagem e uma estada de uma semana em Paris.

As 2 (duas) fotografias deverão ser endereçadas pelas Alianças Francesas (e não pelos fotógrafos) no mais tardar até meia-noite do dia 3 de julho de 2017, hora de Paris, no seguinte endereço: concoursphoto@fondation-alliancefr.org e via o aplicativo “We transfer” (download gratuito para transmissão totalmente segura de arquivos pesados). Essa remessa deverá mencionar claramente o nome da Aliança Francesa, o nome do fotógrafo e o título das 2 (duas) fotografias.

Toda participação incompleta ou errônea será rejeitada, sem que a responsabilidade da Fundação possa ser imputada.

Global:

Esta etapa fica a cargo da Fondation Alliance Française que selecionará 40 (quarenta) obras via o seu júri para uma exposição coletiva que poderá ser acolhida graciosamente pelas Alianças Francesas do exterior.

Seleção final:

Designação do “vencedor 1º Prêmio” pelo júri da Fondation Alliance Française.

1/ Entregas das obras:
Somente as imagens endereçadas à Fondation Alliance Française pelo endereço eletrônico: concoursphoto@fondationalliancefr.org antes de 3 de julho de 2017, meia-noite, hora de Paris (data de conexão levada em consideração), serão consideradas para participação no concurso. Qualquer participação registrada após essa data será desconsiderada pelos organizadores.

2/ Data de publicação dos resultados do júri:
Salvo em caso de força maior, os resultados serão comunicados por e-mail às Alianças Francesas participantes e publicados no site www.fondation-alliancefr.org após deliberação do júri parisiense que se reunirá no outono francês de 2017.

ARTIGO 4º: PARTICIPANTES

Este concurso é aberto a qualquer pessoa física maior abaixo denominada “o participante”. Este não pode ser fotógrafo profissional reconhecido pela sua arte e viver exclusivamente do seu trabalho.

Este concurso é vedado a qualquer pessoa menor de idade.
 
“O participante” deverá inscrever-se no concurso via uma das Alianças Francesas implantadas no exterior.

Só será considerada uma remessa de 2 (duas) fotos por participante.

Os participantes garantem que as obras propostas são originais, inéditas (vedada a reprodução de obra existente) e que são os únicos titulares dos direitos de exploração relativos a essas obras. A esse respeito, os participantes encarregam-se das autorizações de qualquer terceiro que tenha participado direta ou indiretamente da sua realização e/ou considere ter algum direito de pleitear ao seu respeito e assumirão todos os eventuais pagamentos decorrentes.

Os participantes cedem à Fondation Alliance Française a exclusividade dos seus direitos de exploração sobre as obras registradas pelo prazo do concurso.

De maneira geral, os participantes garantem à Fondation Alliance Française do presente concurso contra qualquer recurso, ação ou queixa que possa formar, a qualquer título, qualquer terceiro, por ocasião do exercício dos direitos cedidos aos presentes e, de forma mais geral, no concernente a todas as garantias e compromissos assumidos a título do presente acordo.

A Fondation Alliance Française reserva-se o direito de fazer qualquer verificação para a aplicação do presente artigo.

Quanto ao conteúdo da fotografia, seguem alguns conselhos, não exaustivos, a serem seguidos:

Ter o acordo das pessoas fotografadas;
Prever que a reprodução de edifícios (históricos ou recentes), pode dar direito à reivindicação de direitosautorais;
Não reproduzir mobiliário urbano que possa ser objeto de direitos de terceiros;
Não representar objetos de estilismo (roupas, móveis, objetos) de marca sem autorização escrita da marcae/ou do autor;
Fica vedada qualquer representação de marca de bebida alcoólica ou tabaco ou de situação que apresentar oconsumo destes;
Qualquer inscrição e participação efetuadas com informações ou dados incompletos, errôneos ou falsificados ou realizados em violação do presente regulamento serão consideradas como nulas pela Fondation Alliance Française e não permitirão obter o(s) prêmio(s) sem que a responsabilidade da Fondation possa ser imputada;
Qualquer falsa declaração de um participante acarretará a sua exclusão do concurso sem que a responsabilidade da Fondation possa ser imputada.

ARTIGO 5º: DESIGNAÇÃO DOS VENCEDORES (1º prêmio e finalistas) E ATRIBUIÇÃO DO PRÊMIO

O júri designado pela Fondation Alliance Française, composto de profissionais da fotografia e da cultura, designará 1 (um) vencedor “1º Prêmio” e 19 (dezenove) finalistas selecionados entre os artistas cujas Alianças Francesas terão registrado as fotografias sobre o tema “A MODA E OS CÓDIGOS DE VESTIMENTA”.

A Fondation organizadora garante ao participante a imparcialidade, a boa fé e a lealdade dos membros dos júris.

Em conformidade com os costumes, o júri poderá descartar qualquer imagem que julgar artisticamente inadequada .

O júri que organiza os seus trabalhos como bem entende, será soberano para estatuir, não sendo permitido nenhum recurso contra as suas decisões.

As decisões do júri estabelecer-se-ão principalmente segundo os seguintes critérios:

Coerência do trabalho;
Pertinência com o tema do concurso;
Coerência e harmonia das 2 (duas) fotografias;
Qualidade das fotografias: enquadramento, originalidade, tratamento da luz, estética…;
Cumprimento do número definido de fotos a serem registradas (duas);
Cumprimento das especificidades técnicas mencionadas abaixo;
Todos os conteúdos pré-selecionados são então transmitidos ao júri composto pela Fondation Alliance Française.

ESPECIFICIDADES TÉCNICAS:

Cada participante deverá fornecer para cada um das suas 2 (duas) fotografias, um arquivo de preferência TIFF  ou, eventualmente, JPEG com resolução de 300 DPI.

As informações a seguir deverão igualmente ser anexas às 2 (duas) fotografias de cada participante:

Referências da máquina utilizada;
Abertura do diafragma;
Velocidade;
Se for usado filme, as referências do filme (marca, número de ISO);
O “vencedor 1º Prêmio” e os “finalistas” autorizam expressamente a Fondation Alliance Française, gratuitamente, para fins de reprodução e divulgação do conteúdo das suas fotografias para a exposição coletiva, a fazer a promoção e a publicidade das suas obras por qualquer veículo de divulgação conhecido ou desconhecido até agora, no mundo inteiro e por um período de meses após deliberação do júri parisiense;
O “vencedor 1º Prêmio” e os “finalistas” autorizam a Fondation Alliance Française, em caráter gracioso, a realizar clichês e registros sonoros e/ou visuais da sua participação na exposição, e a divulgá-los ao vivo e/ou gravados, na integralidade e/ou por partes, por qualquer veículo de divulgação conhecido ou desconhecido até agora, no mundo inteiro e por um período de 24 meses a contar da data do anúncio dos resultados do júri.

ARTIGO 6º: PRÊMIO

Uma seleção das obras dos finalistas e do “vencedor do 1º Prêmio”, escolhidas pelo júri da Fondation Alliance Française, será exposta em mostra coletiva num espaço parisiense escolhido pela Fondation Alliance Française e/ou na galeria da Fondation Alliance Française.

As fotos vencedoras e selecionadas serão publicadas na imprensa especializada em artes e fotografia.

O “vencedor do 1º Prêmio” será convidado a passar 1 (uma) semana em Paris.
Transporte (passagem de ida e volta em classe econômica), hospedagem (FIAP, Cité Internationale des Arts, ou categoria de hospedagem equivalente) de uma semana em Paris e per diem de € 40/dia ficarão a cargo da Fondation Alliance Française para o “vencedor do 1º prêmio”.

* Não estão incluídos nos prêmios:
As despesas e prestações suplementares eventualmente ligadas ao gozo do prêmio que ficam a cargo do vencedor, a saber, “o vencedor do 1º Prêmio”;
As despesas pessoais (ex.: viagens na França).

O “vencedor do 1º Prêmio” e os “finalistas” não receberão nenhuma remuneração a título da sua participação neste concurso organizado pela Fondation Alliance Française, fora os prêmios citados acima.

Os prêmios não podem ser transferidos para terceiros, nem trocados por outros prêmios.

O organizador reserva-se a possibilidade de substituir os prêmios anunciados por dotações equivalentes.

O “vencedor do 1º Prêmio” e os “finalistas” serão informados por e-mail e/ou por telefone pelas Alianças Francesas dos seus respectivos países.

Se as informações comunicadas pelo participante não permitirem informá-lo do seu sucesso, perderá a qualidade de vencedor e não poderá apresentar nenhuma queixa.

O prêmio não pode ensejar nenhuma contestação de nenhuma espécie, nem a entrega do equivalente em dinheiro, nem sob qualquer outra forma, nem sua substituição ou troca por qualquer motivo que seja.

Caso o “vencedor do 1º Prêmio” esteja na impossibilidade, por uma razão qualquer, de usufruir do seu prêmio, na totalidade ou em parte, perderá o benefício, sem possibilidade de obter qualquer contrapartida.

Os organizadores do concurso cuidarão da revelação das fotografias dos artistas selecionados e da sua exibição no local de exposição escolhido. A escolha do formato das fotos, o tipo de moldura e a forma de pendurar, assim como a cenografia geral da galeria ficarão a cargo da equipe da Fondation Alliance Française.

ARTIGO 7º: PUBLICAÇÃO DOS RESULTADOS

A identidade do “vencedor do 1º Prêmio” e dos “finalistas” do concurso será publicada sob forma de pseudônimo (nome artístico) sob o qual os participantes se inscreveram e, eventualmente, sob a sua verdadeira identidade, e poderá ser objeto de uma comunicação nos sites e ferramentas de comunicação da Fondation Alliance Française e das Alianças Francesas participantes.

ARTIGO 8º: RESPONSABILIDADE E CASOS DE FORÇA MAIOR

Fica expressamente entendido que a Internet não é uma rede protegida. A Fondation Alliance Française declina qualquer responsabilidade em caso de mau funcionamento da sua rede Internet, nomeadamente devido a atos criminosos externos, que impedirem o bom desenrolar do concurso.

Além disso, a sua responsabilidade não poderá ser invocada em nenhuma hipótese, no caso de problemas de encaminhamento ou de perda de correio postal ou eletrônico.

Qualquer declaração inexata ou enganosa, qualquer fraude provocarão a desqualificação do utilizador.
No caso de força maior ou se as circunstâncias o impuserem, a Fondation Alliance Française reserva-se o direito de alterar o presente regulamento, adiar ou anular o concurso. A sua responsabilidade não poderá ser imputada em razão dessas modificações.

ARTIGO 9º: REGULAMENTO

O fato de participar deste concurso implica a aceitação pura e simples do presente regulamento na sua integralidade, inclusive, à medida da sua ocorrência, dos eventuais aditamentos e termos aditivos. Todas as dificuldades práticas de interpretação ou aplicação do presente regulamento serão sanadas soberanamente pelo organizador.

O regulamento pode ser consultado no site Internet www.fondation-alliancefr.org e uma cópia do presente regulamento será endereçada gratuitamente a quem encaminhar pedido por escrito ao seguinte endereço eletrônico: concoursphoto@fondation-alliancefr.org (ou Fondation Alliance Française - Concours “La mode et les codes vestimentaires” - 101, Boulevard Raspail, 75006, Paris), até a data da publicação do resultado do concurso.

Os regulamentos locais redigidos sob a responsabilidade de cada Aliança Francesa inspirar-se-ão dos termos do regulamento estabelecido pela Fondation, adaptando-o às eventuais exigências jurídicas locais.

ARTIGO 10º: INFORMÁTICA E LIBERDADES

Em conformidade com a lei Informática e Liberdades de 6 de Janeiro de 1978 alterada pela lei de 6 de Agosto de 2004, o utilizador dispõe de um direito de acesso bem como de um direito de informação complementar, de retificação e, se for o caso, de oposição sobre os dados que lhe dizem respeito. Pode opor-se a qualquer tempo à sua comunicação a terceiros.

Qualquer pedido de acesso, retificação ou oposição deve ser endereçado ao seguinte endereço: Concours “La mode et les codes vestimentaires” - Fondation Alliance Française, 101, Boulevard Raspail, 75006, Paris, até a data da publicação do resultado do concurso.

ARTIGO 11º: LITÍGIOS

O presente concurso é sujeito à lei francesa para o desenrolar do concurso na França.

Cada Aliança Francesa é responsável pelo seu próprio regulamento redigido por ela e inspirada da presente regulamento.

ARTIGO 12º: REGISTRO E CONSULTA DO REGULAMENTO DO CONCURSO

O presente regulamento está registrado na SELARL DI FAZIO - DECOTTE - DEROO - DELARUE, Tabeliães associados em MORNANT, 69440, 13, Rue Louis Guillaumond.

Pode ser consultado no site www.reglement-jeux.fr conforme ata de registro de regulamento de jogo do 27 de fevereiro de 2017 que está anexado ao Primeiro Original da Ata relativa às notas do Tabelionato.

FICA VEDADA QUALQUER REPRODUÇÃO DO PRESENTE REGULAMENTO SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR.
 
Marcadores: AF, Artes, Cultura, Dicas, Evento, Fotos, Moda, Promoções, Viagem
Comentários (0)
 
Quarta-Feira, 22 de fevereiro de 2017

Rendez-vous du jeudi

 
Quer aperfeiçoar o teu francês com músicas, exercícios de fonética, revisão gramatical, debates e aulas culturais?

Estamos lançando o Rendez-vous du jeudi para você que é nosso aluno ou não.

São 17 ateliers, todas as quintas-feiras das 18h30min às 21h

Como funcionará?

Você contrata no mínimo 4 ateliers e assim que você participar destes 4, contrata mais 4 e assim por diante.

Investimento para 4 ateliers:
Alunos R$ 160,00
Ex-alunos R$ 200,00
Não alunos R$ 250,00

A programação está imperdível!
Confere aqui e te inscreve logo!


09/03: Simone de Beauvoir, l’existentialisme, le Deuxième Sexe et le féminisme (B1)
● L’existentialisme et le féminisme de Beauvoir
● Le Deuxième Sexe: étude de passages du livre

16/03: Les chansons contemporaines françaises : Zaz (A1.3)
● Vie et (quelques) oeuvres
● Révision de points de grammaire et de vocabulaire à partir des chansons travaillées en classe

23/03: Phonie-graphie: reconnaître et différencier les sons [ u ] et [ y ]; [ ø ] et[ œ ] et leur graphie (A1.1)
● Mise en situation
● Exercices d’application

30/03: Grammaire: Les articles du français (définis, contractés, indéfinis et partitifs) (A1.3)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

06/04: G.E. Haussmann et la transformation de Paris (A2.3)
● Le fondement de la représentation populaire de la capitale française
● Quelques aspects des gigantesques travaux haussmanniens

13/04: Les chansons contemporaines francophones: Stromae, Oxmo puccino et le SLAM/ Mika, Zaza Fournier, Brigitte et Coeur de pirate
● Exploration de quelques oeuvres des chanteurs
● Révision de points de grammaire et de vocabulaire à partir des chansons travaillées en classe

20/04: CO et EO: Les débats (B1)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

27/04: Grammaire: Les discours directs et indirects (A2.1)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

04/05: La cuisine française (A2.3)
● La codification au XXe siècle et quelques recettes
● Les chefs français contemporains

11/05: Grammaire: Le passé composé et l’imparfait (A1.3)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

18/05: Phonie-graphie: différentiation de/des- le/les -ce/ces- te/tes; différentiation des deux prononciation de e (sans accent); reconnaître et différencier les sons [ɔ̃], [ɑ̃] et [ɛ̃] (A1.2)
● Mise en situation
● exercices d’application

25/05: CO : La Une et le journal radiodiffusé (B1)
● Mise en situation
● techniques d’écoute
1º/06: Coco Chanel: une modiste à contre-courant (A2.3)
● Comment la créatrice a marqué le monde de la mode
● L’empire Chanel

08/06: Les expressions françaises et les faux amis
● Mise en situation
● L’emploi, exercices d’application

22/06: Grammaire: Le conditionnel et le plus que parfait (A2.3)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

29/06: Grammaire: Le subjonctif (A2.1)
● Mise en situation
● L’emploi, la forme, exercices d’application

06/07: Les chanteurs francophones emblématiques: Edith Piaf, Jacques Brel, Serge Gainsbourg, Charles Aznavour et autres
● Exploration de quelques oeuvres des chanteurs
● Révision de points de grammaire et de vocabulaire à partir des chansons travaillées en classe

 
Marcadores: AF, Cultura, História, Literatura, Moda, Música
Comentários (4)
 
Quarta-Feira, 25 de maio de 2016

Lacoste

 
Sempre com um pequeno “Crocodile vert” no peito, as camisas pólos LACOSTE se tornaram um verdadeiro ícone clássico nos ambientes mais refinados do mundo, um símbolo de elegância e qualidade. Das quadras de tênis para o mundo, a marca francesa é um símbolo de classe há mais de sete décadas oferecendo roupas e acessórios para pessoas de bom gosto e estilo. Uma marca que consegue a proeza de agradar ao público nas mais diferentes regiões do planeta.

Tudo começou em 1927 com o francês Jean René Lacoste, nascido a 2 de Julho de 1904, brilhante tenista francês e o principal responsável pela primeira vitória da França na Taça Davis. René colecionou títulos nos famosos torneios de Roland Garros, Wimbledon e Forrest Hills. No total arrecadou sete vitórias em torneios do Grand Slam e foi o tenista número 1 mundial em 1926 e 1927.

Durante estas competições ele foi apelidado de “Le Crocodile” após ter feito uma aposta com o capitão da equipe de tênis da França para Copa Davis. O técnico prometeu oferecer-lhe uma mala de crocodilo caso ele ganhasse um jogo importante para a sua equipe. O fim do campeonato trouxe duas vitórias para o tenista: arrebatou a taça dos americanos, vencendo o lendário Bill Tilden, e provou que sua trajetória de sucesso iria muito além das quadras. O público americano rapidamente adotou o apelido, que representava a tenacidade e a agressividade que René demonstrou nas quadras de tênis, se movendo freneticamente em ziguezague e perseguindo sua presa sem cansar.

O amigo Robert George desenhou então para René um crocodilo que foi bordado na camisa que ele usava nas quadras de jogo. A camisa, em algodão com malha arejada e confortável, que absorvia perfeitamente a transpiração em climas mais quentes, tinha mangas curtas com gola e pequenos botões que iam do pescoço ao peito, e, era usada juntamente com um blazer azul-marinho, também desenhado por ele e com o símbolo do crocodilo. O uniforme inusitado apareceu pela primeira vez no Torneio Aberto dos Estados Unidos.

Poucos anos depois, aos 25 anos, ele abandonou as quadras por causa de uma tuberculose e dedicou-se totalmente a uma idéia genial: fazer confortáveis camisas de malha para a prática do tênis e carimbá-las com o bichano que um dia deu a ele muita sorte.

Em 1933, juntamente com André Gillier, proprietário de uma das maiores empresas francesas de malhas, ele fundou a "La Chemise Lacoste" para produzir e comercializar a camisa pólo bordada com o logotipo que tinha criado para seu uso pessoal nas quadras de tênis, bem como certo número de outros modelos de camisas concebidas para a prática do tênis, golfe e esportes marítimos, como o iatismo.

Foi a primeira vez que uma marca estampou sua etiqueta do lado de fora da roupa, tornando o logotipo visível. Uma idéia que prosperou desde então.

Essa primeira camisa foi batizada de LACOSTE L.12.12
L representa LACOSTE, 1 é uma referência ao tecido original de algodão petit piquê, 2 significa a manga curta e o segundo 12 se relaciona com o número de protótipos que tiveram que ser produzidos até René ficar satisfeito com o resultado, dando uma perspectiva única sobre o sentido de perfeccionismo e abordagem de transmissão do desenho do campeão.

A camisa era confeccionada em um tecido leve e fresco, que proporcionava mais conforto e resistência. A primeira camisa LACOSTE era branca, ligeiramente mais curta que as atuais, de mangas curtas, com colarinho de bordos cortados, confeccionada em um tecido emblemático, jérsei de piquê miúdo, e um crocodilo verde bordado na altura do coração.

A camisa LACOSTE constituiu imediatamente uma revolução junto aos jogadores de tênis da época pois o sucesso tornou-se mundial pelo conforto e frescor que elas proporcionavam aos atletas, os quais vestiam durante os jogos, nessa altura, incômodas camisas de estilo clássico, em tecido tramado com duas teias, de mangas compridas, que em nada ajudavam à sua performance, mobilidade e resistência física, por falta de ventilação do corpo.

Imediatamente, a marca virou um uniforme nas quadras francesas, e René, o garoto-propaganda perfeito.

Rapidamente as camisas pólo da marca desbancaram as tradicionais camisas de colarinho duro, vendendo aproximadamente 300 mil unidades só em 1939.

O que havia de tão revolucionário na camisa?

A qualidade da malha que era leve, flexível, ventilada e também seu desenho inovador. O algodão, proveniente do Egito, dos Estados Unidos e do Peru, o processo de elaboração do fio e a exigência de qualidade da fibra mostravam um pouco da importância do produto. Nesta época a empresa investiu no progresso e crescimento das vendas junto ao consumidor.

Durante um bom tempo, ele só produziu camisas brancas, com um catálogo direcionado exclusivamente para tênis, golfe e iatismo. Mas, com o início da Segunda Guerra Mundial, a empresa interrompeu a produção, retomando suas vendas ao mercado somente em 1946.

As exportações começaram em 1951 para a Itália, assim como a comercialização das versões coloridas das tradicionais camisas pólos. Celebridades adotaram a nova moda. Audrey Hepburn eternizou a dobradinha com calça capri. Jackie Kennedy usava dentro e fora das quadras. No ano seguinte a marca ingressou no enorme mercado americano com o início da exportação de seus produtos para o país. Em 1959, foi criada a coleção infantil e no ano seguinte as coleções de bermudas e polos listradas.

René revolucionou o mercado do tênis novamente ao inventar em 1963 as raquetes feitas de aço tubular, muito superior às produzidas em madeira, extremamente pesadas. As raquetes eram distribuídas pela marca esportiva Wilson nos Estados Unidos. Este modelo de raquete ganhou 46 títulos em torneios do Grand Slam entre 1966 e 1978.

A partir dos anos 70, o crocodilo da LACOSTE estendeu-se a inúmeras peças, tanto no vestuário feminino como no masculino, além de acessórios, calçados e até perfumes. Somente em 1978 os produtos da marca começaram a ser distribuídos no Brasil e em 1981 a empresa inaugurou a
primeira Boutique LACOSTE do mundo, localizada na badalada Avenida Victor Hugo em Paris.

Mas foi também nesta década que a marca francesa começou a perder participação de mercado: os clientes fiéis, principalmente pessoas ligadas aos esportes, estavam envelhecendo e a nova geração não encontrava atrativos nos modelos básicos oferecidos pela marca. Nas quadras, o crocodilo perdeu terreno para outras grifes que patrocinavam maciçamente atletas de grande destaque.

Na década de 90, a empresa iniciou uma expansão e modernização da sua rede de lojas, inaugurando em 1994 a primeira unidade na China; no ano seguinte as primeiras lojas nos Estados Unidos, localizadas nas badaladas Palm Beach e Bal Harbour, no estado da Flórida; além de lojas em Moscou e Nova York. Mas, foi também a partir desta década que a popularidade da marca LACOSTE entrou definitivamente em queda, até que o estilista francês Christophe Lemaire assumiu a direção criativa da marca em 2000. Rapidamente ele implantou uma nova filosofia e modernizou a imagem da marca, deu um tom mais jovial, contudo sem perder a elegância e a identidade criada por René Lacoste. Suas famosas e clássicas camisas pólo ganharam novas cores, a modelagem ficou mais estreita, mais justa e curta, ganhando até modelo estonado.
Nesta época surgiram também outros itens: novas coleção para crianças e mulheres, calçados, novos e deliciosos perfumes, óculos, roupa íntima masculina, malas, sacolas, bolsas, mini vestidos e até uma coleção de cama, mesa e banho.

Outra atitude importante foi a contratação de atletas renomados para serem embaixadores da marca pelo mundo como o tenista Andy Roddick, a golfista mexicana Lorena Ochoa e o golfista espanhol Jose-Maria Olazabal, além de patrocinar torneios importantes como o Aberto da Austrália (tênis) e várias etapas do circuito de golfe profissional.

O custo da famosa pólo LACOSTE se difere das demais marcas do segmento, mas segundo a marca, deve-se principalmente ao processo de fabricação, onde são usados mais de 20 Km de fio de algodão por cada pólo e o tingimento leva mais de 12 horas para ser completado. Estes processos fazem com que a pólo seja quase a prova de tudo.

Foi por tudo isso que o “Crocodilo” da LACOSTE tornou-se famoso no mundo inteiro.
         

         

         

         

         

         

         

 
Marcadores: AF, Cultura, Curiosidades, Design, Esportes, História, Moda, Publicidade
Comentários (0)
 
Sexta-Feira, 20 de março de 2015

Beleza sim, saúde também

 
Como capital mundial da moda, a França também dá o exemplo de responsabilidade.

Já estamos acostumados em ver desfilar pelas passarelas do mundo todo modelos em puro osso, com índices de gordura corporal que beiram o risco de morte para essas meninas, e esse infelizmente é um padrão comum que acaba sendo cobrado de todas as meninas, aumentando assustadoramente o índice de transtornos alimentares como a anorexia.

O projeto de autoria do deputado Olivier Véran conta com o apoio da ministra da saúde, Marisol Touraine e propõe a obrigatoriedade de exames médicos para as modelos contratadas por agências, para que se tenha certeza que não foi imposto a essa menina um padrão estético potencialmente letal.

As penas previstas vão de multas à reclusão no não cumprimento da norma, mas muito além de uma lei isolada, essa iniciativa pode salvar vidas e servir de exemplo para que o mercado da moda reconheça que dentro de suas roupas existem seres humanos com necessidades nutricionais, e não meros cabides.
         

         

 
Marcadores: AF, Beleza, Moda, Política
Comentários (0)
 
Página 1 2 3 4 5 6 7 8 »
     
     
 

Parceiros

                   
 
 
  Aliança Francesa Caxias do Sul  
Facebook Twitter  
Rua Coronel Flores, 749, sala 202 - 54 3221.5212
 
 
  Desenvolvimento: WCM3 Agência Web Digital Feeling Estúdio de Criação